quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Do que vai e não volta


Untitled | via Tumblr

No meu primeiro ano de faculdade vivi com mais três raparigas. Duas mais velhas e uma caloira como eu.
Sempre tive mais afinidade com uma das mais velhas e considerava-a mesmo uma amiga que tinha uma doidice próxima da minha. 
Com este novo ano e a mudança de casa, seguimos rumos diferentes e tornamo-nos completamente  estranhas. 
Nunca mais a vi e ela nem sequer foi capaz de falar comigo uma única vez. 
Óbvio que fui falar com ela uma vez, mas notou-se aquela indiferença.
Quanto à caloira ainda nos cumprimentamos mas não temos uma amizade propriamente dita. Somos conhecidas.
Tudo isto só serviu para mostrar que ela realmente não valia a pena, muito menos as outras.
Guardo os bons momentos que tivemos naquela casa, naquele que foi um ano de adaptação a uma vida completamente nova, mas em relação a estas amizades infelizmente já não posso dizer o mesmo.

3 comentários:

  1. infelizmente estas coisas às vezes acontecem :/

    ResponderEliminar
  2. E é isso que é importante... Guardar sempre os momentos bons,viver sempre tudo ao máximo.
    Ao longo da vida afastamos umas pessoas e atraímos outras e todas estas entradas e saídas fazem sentido na nossa vida.

    Beijinho*
    (Ps: Já viste que o meu blog se vai mudar? Lê o último post)

    ResponderEliminar
  3. A vida é assim mesmo. Muitas pessoas passam pela nossa vida, temos bons momentos, mas depois cada um segue o seu caminho. Assim há espaço para conhecermos mais gente.

    ResponderEliminar

Faz barulho *