segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

eu também sinto.



Eu também sinto. Mesmo que em algumas situações pareça fria e me faça de durona. 
 Quem nunca teve a necessidade de guardar as coisas só para si? Por que é que tenho de exteriorizar tudo o que sinto?
 O silêncio às vezes parece-me um bom refúgio. Mesmo que dentro da minha cabeça haja tudo menos silêncio. O que interessa é que ninguém sabe. E se ninguém sabe, ninguém pergunta. E se não há perguntas é mais fácil esquecer. 
 Há coisas que não podemos deixar que interfiram na nossa vida e, sinceramente, às vezes sou mesmo obrigada a deitar os problemas para trás das costas,isto se não quero que tudo o resto vá por água abaixo. São escolhas. Mas sentir, claro que sinto afinal sou humana. 

1 comentário:

  1. Eu tenho sido assim, desde que vim para cá, tenho sentido imensa coisa que não digo, acho melhor guardar para mim, para não magoar nem preocupar ninguém! *
    Muita força! *

    ResponderEliminar

Faz barulho *